Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Edital Extensão Popular
Início do conteúdo da página

Edital Extensão Popular

Publicado: Terça, 22 de Junho de 2021, 12h04 | Última atualização em Segunda, 05 de Julho de 2021, 22h16 | Acessos: 1905

A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEX) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), a partir da Coordenação de Educação Popular e Tecnologias Sociais Solidárias e da Coordenação de Culturas Populares e Relações Comunitárias, propõe Chamada Interna para convidar servidores (as) docentes da UFSB para pleitearem bolsas de extensão e vagas para voluntários (as) discentes da graduação, para Projetos de Extensão Popular.

A UFSB nasce com propósitos coletivos e populares bem marcados no seu Plano Orientador, comprometendo-se a refletir e superar a hegemonia eurocêntrica que exclui, nega e invisibiliza as ciências e conhecimentos produzidos pelas culturas africanas, indígenas e de outros povos não brancos. Nesse sentido, a Proex/UFSB está fundamentada na concepção popular, destinando dois terços da sua estrutura organizacional ao desenvolvimento de ações que fortaleçam as metodologias da dimensão popular no fazer extensionista, bem como que implementem caminhos na construção de uma Universidade cada vez mais referenciada em seu território, povos e saberes locais.

Os projetos abarcados pelo edital de bolsas de extensão popular devem ser voltados, principalmente, aos interesses e às necessidades e demandas das populações historicamente vulneráveis dos territórios de abrangência da UFSB, em especial as que constam no Relatório do I Fórum Social da UFSB (2015).

O estimulo à Extensão Universitária a partir do recorte metodológico da Extensão Popular é assumir uma visão no campo simbólico e cultural da ação extensionista, entendendo cultura como produto da visão de mundo, a produção e transmissão de significados que uma comunidade constrói, e que nesse campo simbólico elaboram-se as identidades, diferenças, objetos e sujeitos.

Fundamentada nos princípios ético, político e metodológico da educação popular, a extensão popular, na prática, dá-se num conjunto de ações orientado pelo diálogo e alquimia de saberes acadêmico e popular; pela produção do conhecimento a partir da realidade concreta/ visão de mundo das comunidades e resultante dos acordos e ações coletivas entre a universidade e essa comunidade. Para além de conectar a pesquisa e o ensino, cria o novo estimulado por processos de autonomia e emancipação das pessoas que dela participam, com a finalidade de intervir nas contradições e vulnerabilidades sociais provocadas pelo modelo socioeconômico vigente. A Extensão popular é, assim, um trabalho social útil sobre a realidade objetiva, que possibilita o exercício do pensamento crítico e do agir coletivo de forma a fortalecer a participação, a cidadania e a conquista de direitos, propiciando a transformação social e a produção do conhecimento de forma dialógica e não alienada (MELO NETO, 2014). 

O Edital de Bolsas para Projetos de Extensão Popular, também carrega forte intencionalidade em aprofundar e amadurecer a política extensionista na UFSB, substanciando os direcionamentos pactuados pelo FORPROEX nos Plano e Política Nacionais de Extensão Universitária. Seguem abaixo, pontos relevantes:

a. lança mão do Marco de Referência da Educação Popular para as Políticas Públicas (2014) e dos Caderno de Indicadores de Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas de Educação Ambiental: processo de construção participativa e fichas metodológicas, como instrumentos técnicometodológicos, tanto para a elaboração dos projetos, bem como para nortear as práticas pedagógicas nas experiências a serem desenvolvidas.

● Incentiva a comunidade acadêmica a aprofundar sua relação com as práticas participativas e colaborativas nos processos sociais, especialmente no desenvolvimento das políticas públicas.

b. aprofunda a relação das propostas às Diretrizes Nacionais de Extensão Universitária a partir dos critérios avaliativos para a seleção dos projetos.

● Cada uma das diretrizes nacionais está substancialmente contemplada nos itens de avaliação para seleção dos projetos, estimulando essa discussão nas propostas, promovendo maior engajamento da UFSB nas orientações pactuadas nacionalmente.

c. estabelece o monitoramento/avaliação dos projetos propostos, prioritariamente, a partir da utilização dos indicadores adotados pelo edital.

● Esta estratégia, além de aproximar os (as) proponentes e suas equipes aos indicadores de avaliação propostos pelo FORPROEX, permitirá que a PROEX e outras instâncias internas e externas ampliem o acompanhamento e avaliação da materialização dos projetos de extensão na UFSB.

d. amplia a contribuição das atividades extensionistas da UFSB no alcance das Metas da Agenda 2030 proposta pela ONU.

● Estabelece obrigatoriedade ao atendimento de pelo menos uma das metas da Agenda 2030 como critério eliminatório e indicador de (auto)avaliação das propostas, fortalecendo a produção de conhecimento científico e tecnológico, na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da referida Agenda.

e. estimula a participação mais atuante de servidores(as) técnico administrativo(as) na extensão.

● Amplia a participação do (a) servidor (a) técnico-administrativo (a), permitindo que essa categoria exerça a função de coordenação do projeto. Vale salientar que a atribuição de orientação/avaliação dos (as) discentes bolsistas e voluntários(as) caberá ao(à) coordenador(a) adjunto(a) do projeto, obrigatoriamente um(a) docente do quadro efetivo da UFSB.

- ANPPEA - Articulação Nacional de Políticas Públicas de Educação Ambiental e INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais/ MCTIC. Caderno de Indicadores de Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas de Educação Ambiental: processo de construção participativa e fichas metodológicas. 2019.

- BRASIL. Secretaria-Geral da Presidência da República. Marco de Referência da Educação Popular para as Políticas Públicas. 2014.

-FORPROEX - FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS. Política Nacional de Extensão Universitária, 2012.

-MELO NETO, José Francisco de. Extensão popular. 2.ed. João Pessoa: Ed. da UFPB, 2014.

-UFSB - UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA. Plano Orientador. Itabuna/Porto Seguro/Teixeira de Freitas. 2014.

- UFSB - UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA. Resolução nº 24 de 17 de out. de 2019. Dispõe sobre as normas que regulamentam as Atividades de Extensão na Universidade Federal do Sul da Bahia.

-UFSB - UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA. Ata Consuni nº07/2020 de 20 de abril de 2020. Aprova a criação da Pró-reitoria de Extensão e Cultura da UFSB e outros.

- UFSB - UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA. Relatório do I Fórum Social da UFSB: universidade e sociedade em diálogo 2015.

Acesse o edital em: https://ufsb.edu.br/proex/editais

Texto: Coordenação de Culturas Populares e Relações Comunitárias

Colaboração: Grupo de Estudo e Pesquisa em Extensão Popular da UFSB 

WhatsApp Image 2021 07 02 at 12.22.30 1

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página